Descubra como usar o Google Analytics no site de aluguel de temporada e melhorar o desempenho

viver.vc
10 Min Read

Quem aposta em um site próprio para aluguel de temporada certamente deseja aumentar o número de reservas, principalmente aquelas livres de taxas de comissão cobradas pelas Online Travel Agencies (OTAs). Mas existem outras métricas que ajudam a avaliar o desempenho deste canal de vendas direto, sendo o tráfego de visitantes uma delas. Pensando nisso, o artigo de hoje ensina como usar o Google Analytics no site de maneira simplificada. 

Afinal, a ferramenta do Google é a mais indicada para melhorar o desempenho de endereços na web e de aplicativos. Em linhas gerais, o Analytics pode monitorar e analisar a performance do seu site de temporada. É válido destacar que o serviço possui uma versão gratuita consideravelmente completa. 

Se aprender como usar o Google Analytics no site de temporada, poderá saber o perfil de quem acessa o seu endereço, de onde essas pessoas navegam, se usam dispositivos móveis ou computadores, quais são as páginas mais visitadas e, finalmente, qual é a taxa de conversão. 

Consequentemente, poderá promover estratégias de abordagem mais assertivas, otimizar o endereço para ser acessado facilmente pelo celular e, finalmente, vender mais. Há ainda outros indicadores, mais técnicos, com destaque para os seguintes: 

1. Número de visitas e de visitantes: mostra quantas vezes o seu site foi visitado e por quantas pessoas, já que uma mesma pessoa pode navegar mais de uma vez pelo endereço. A métrica demonstra a audiência e, preferencialmente, deve aumentar mês a mês;

2. Páginas/visita: indica a média de páginas visualizada em cada visita e serve para saber se as pessoas estão explorando o seu site. Deve ser constantemente comparada à taxa de conversão, que é o objetivo final, ou seja, a reserva;

3. Novas visitas: diz a porcentagem de novos visitantes do seu site em determinado período. Se estiver muito baixa, indica que a retenção vai bem, mas que você não atrai novos viajantes. Caso esteja muito alta, demonstra que você tem chamado a atenção de muitas pessoas com o seu endereço, mas que não consegue fazer com que elas retornem;

4. Taxa de conversão: indica uma atividade concluída pelo visitante, que pode ser a assinatura da sua newsletter (conversor micro) ou a própria reserva de uma acomodação (conversão macro);

5. Taxa de rejeição e de saída: o bounce rate expressa o volume de visitantes que não passou da página inicial do seu site. Pode ser avaliada como um todo, mas principalmente em páginas-chave, como as Landing Pages e as de venda. Já a taxa de saída demonstra o abandono do endereço sem levar a consideração se era a primeira página visitada ou não. Ambas devem manter-se em baixa; 

6. Origens de tráfego: os turistas podem acessar o seu site via tráfego direto (digitando o endereço no navegador), links de outros sites (referências, onde também entram as redes sociais), busca orgânica (resultados dos buscadores como o Google) e campanhas (por meio de mídia paga). É importante monitorar cada uma dessas fontes para saber, por exemplo, se a campanha de Adwords tem surtido efeito e se o SEO das páginas está bom. 

Aprenda como usar o Google Analytics no site de temporada

Para começar a entender como usar o Google Analytics no site, é preciso ter um e-mail do Google. Evite usar o seu cadastro pessoal, dando preferência às credenciais vinculadas à empresa de aluguel de temporada. Depois, crie a sua conta na página inicial e siga as instruções, que são bastante simples. 

Após completar os dados solicitados, vai receber um código de acompanhamento. Você deve inserir essa sequência em todas as páginas do seu site. O local varia, mas em páginas html, por exemplo, é preenchido antes da tag de fechamento </head>. No WordPress, também pode contar com a ajuda de um plug-in como este para automatizar o processo. 

Feito isso, o Google Analytics passa a coletar e analisar os dados do seu site de temporada em até 24h. Quando o sistema já estiver rodando, é chegado o momento de explorar as funcionalidades a fim de familiarizar-se. Clique em todos os botões do menu lateral e navegue em todas as seções. 

Por meio de filtros, os dados estarão disponíveis para serem visualizados no dashboard sempre que você quiser, preferencialmente com periodicidade a fim de identificar oportunidades. Também dê uma olhada nas configurações avançadas e nos relatórios personalizados que terá acesso se aprender como usar o Google Analytics no site. Para isso, conte com o apoio dos tutoriais do próprio Google publicados neste canal do YouTube

como usar o Google Analytics no site

Conversão e rejeição

Um bom jeito de começar a usar o Google Analytics no seu site de aluguel por temporada é prestando atenção nas taxas de conversão e de rejeição. É importante investir em pop-ups convidativos, mas não invasivos que convidem os visitantes a fazerem um cadastro a fim de receber novidades ou promoções relacionadas à sua empresa e ao destino. 

Também avalie se o passo a passo para a reserva não está muito longo. A existência de muitas etapas para concluir a venda é um fator de desistência bastante comum. Por isso, capte as informações essenciais dos visitantes: nome completo, e-mail, telefone, número de hóspedes e dados de pagamento, por exemplo. 

Além disso, informe previamente a respeito de todas as taxas que possa cobrar para as pessoas se hospedarem na sua propriedade. A rejeição pode aumentar caso você deixe para comunicar um valor extra, que transcende as diárias, na última etapa da reserva. Nesse caso, os visitantes sentem-se enganados e podem abandonar o “carrinho”.

De tempos em tempos, monitore as taxas de conversão e rejeição em relação à cada anúncio. Pince aqueles que não estão performando tão bem e verifique, por exemplo, se a descrição do imóvel de temporada está clara ou se falta alguma informação. Aproveite para avaliar a qualidade das fotos e checar se há reviews suficientes para encorajar a reserva. 

Como integrar o Analytics a Plataforma viver.vc

Quem usa a viver.vc, que é um sistema completo para gestão do aluguel de temporada, pode ter acesso ao Google Analytics de maneira simplificada. Ao integrar as duas ferramentas, proprietários ou administradores podem mapear fluxo de usuários e páginas. Essa pode ser a maneira ideal de começar a analisar os indicadores sem perder-se em tantos números. 

Você pode, inclusive, conectar o seu site ao Google Analytics por meio da plataforma viver.vc. Nesse sentido, é preciso seguir duas etapas bastante simples: verificar o seu código de acompanhamento do Google Analytics e inseri-lo na plataforma viver.vc. Veja o passo a passo: 

Verificando seu código de acompanhamento

1. Logado na conta do Google na qual possui o Google Analytics cadastrado, entre na página inicial do Google Analytics e clique em “Administrador”, no painel do canto esquerdo da tela;

2. Selecione sua conta na coluna “Conta”;

3. Clique em “Informações de acompanhamento” na coluna “Propriedade”;

4. Copie o seu código de acompanhamento.

Inserindo o código na plataforma viver.vc

1. Acesse o menu [Catálogo > Configurações > Sobre a Empresa];

2. Procure a seção [Informações Secretas];

3. Insira o código de acompanhamento no campo “GAToken”.

Após essa ação, é necessário também inserir o conteúdo do Analytics dentro do cabeçalho no site. Veja este vídeo que produzimos caso tenha ficado com alguma dúvida. Você também pode agendar uma demonstração gratuita do Sistema viver.vc para conhecer de perto a integração com o Google Analytics e com outras ferramentas que podem alavancar o seu negócio. 

Você costuma usar o Google Analytics no seu site de temporada? Que tipo de dados extrai e quais deles já resultaram em ações de melhoria? Deixe abaixo o seu comentário ou pergunta sobre o tema.

Share This Article